Cristofobia: a perseguição vai recomeçar!

Antes de falar sobre a Cristofobia, deixem-me elucidar alguns conceitos…

Quando há duas facções religiosas em conflito, sejam elas de importância e forças mais ou menos iguais, temos um cenário de guerra religiosa. Quando uma das duas, de igual força à sua opositora ou menor, não reage politicamente ou não tem condições para isso, vemos então um quadro claro de perseguição por parte da mais forte ou influente, que pode ser local ou se espalhar por regiões e países, além das fronteiras.

Religião está diretamente ligada a costumes e à cultura, à vocação de um povo. Se o povo tem uma mesma origem racial ou cultural, é natural que tenha uma religião principal, com algumas poucas dissidências. Mais que determinar de onde viemos, em termos práticos ou usando-se de elementos míticos, a Religião de um povo delineia o desejo de um povo quanto a onde pretende chegar, ao que almeja esse povo numa comunidade de povos ou no Mundo.

A Religião sozinha não pode resolver todos os problemas de uma sociedade, nem construir seu futuro sem a ajuda de suas outras irmãs, a saber: a Filosofia, a Ciência e a Arte. Todas as demais áreas do saber humano deriva, em maior ou menor grau, da mistura de atributos de duas ou mais dessas disciplinas. A Política deriva da interação patriótica da Filosofia e da Religião; o Direito provém da Religião e da Ciência; a Pedagogia saiu da barriga da Religião, acalentada pela Arte e reforçada pela Ciência da Natureza. E assim por diante!  Continue Lendo “Cristofobia: a perseguição vai recomeçar!”

Receba a Luz!

Hoje em dia, a sociedade está num desfiladeiro mental tão estreito que a opinião que se tem acerca da “Luz” é dicotômica. O que isso quer dizer? Quer dizer que ou tem-se Luz como um fenômeno físico palpável ou algo muito além de nosso alcance, um bicho de sete cabeças.

Os maçons dizem aos membro recém-aceitos: “Irmão, que você receba a Luz!”. Jesus declarava a seus discípulos que eles eram “o Sal da terra e a Luz do Mundo”. Einstein afirmava (e nossos professores repetem) que E=mc² (Energia é igual à massa vezes a velocidade da Luz ao quadrado). Enfim, “Deus” declamou: “Faça-se a Luz”, e a Luz se fez.

Receba a Luz

Receba a Luz

A Luz pressupõe um estado anterior ou alternativo de trevas. As trevas existem ou simplesmente se configuram como ausência de Luz? A Luz seria percebida se ela fosse sempre presente?  Continue Lendo “Receba a Luz!”